Festas juninas

Postagem sobre festas juninas em puro sotaque (estereotipado) de caipira procêis.

Aviso: essa postagem contém sotaque estereotipadamente caipira.

O arraiá começô, cumpadi!

Já que tâmo em junho, o que tem em um monte de lugar é festa junina (purquê se fosse em julho, seria julina, uai sô).

Mas… Por quê qui é junina? Num podia sê em outro mêis? Aí eu é que te exprico, cumpadi: é que junho é o mêis que tem um monte de dia de santo: Tem as festa de Santo Antônio, o santo casamenteiro, no dia 13 (oia só, um dia depois do dia dos namorado!). Depois, o santo festeiro (e o santo qui também dizem qui deu nome pra festa), São João, dia 24. E, por úrtimo, 29 de junho é dia de São Pedro.

Óia os mister e as miss caipirinha do ano!

Essas quermesse é tudo de bão, num é, cumpadi? De comida, vai tê tudo quanto for coisa de milho (bolo, pamonha, curau, pipoca e o que mais ocê lembrá), cuscuz, paçoquinha, arroz doce, pastel (pera, isso foi o povo da cidade que trouxe), pé de moleque… De bebida tem quentão e vinho quente pra aquentá, hehe.

E num é só de comida que nóis se diverte, intão tem um monte de brincadeira típica, fora as música (forró, baião e outras modinha que o sanfoneiro quisé tocá) e, claro, a quadrilha!

Num vai pensá naquelas quadrilha de bandido não! Quadrilha de festa junina é dança, que veio lá da França e virô tradição pros lado de cá. E pode dançá de tudo quanto é jeito, quem quisé: muié, home, criança ou vovô, só num dá pra dançá sem par. A ponte quebrô! É mintira!

Fogueira, pau de sebo e pescaria são outras coisa qui tem em umas festa junina por aí. E o correio elegante, pra paquerá as caipirinha… Tem uns qui bota inté bingo no meio da festa (depende da sorte)! Tinha balão também, mas hoje em dia é perigoso dá incêndio, intão vamo só ficá com balão de mintirinha.

Taí umas ideia procê decorá sua festa junina, cumadre. Esse num tem perigo de pegá fogo.

Agora é hora de aproveitá a quermesse! Vai procurá a festa mais perto docê, cumpádi!

CraMâm

P.S.: Peço desculpas (ou não) a todos os caipiras ou a aqueles que falam com sotaque caipira e se sentiram ofendidos com a postagem.

P.S.2: Festas juninas são mais populares em igrejas (por seu sentido religioso e pelo valor arrecadado com venda de comidas e tal) e escolas do fundamental (porque é bonitinho ver as crianças dançando quadrilha e, para alguns, é a única vez na vida que vão poder ficar de mãos dadas com uma garota, dançar com ela e ainda chamá-la de “par”).

P.S.3: Essa postagem era para ser publicada na quarta (que foi um dia depois do dia de Santo Antônio), mas uns remédios para uma tosse chata e um estômago em crise me deram uma sonolência braba. Estou melhor agora.

B Ô N U S :

Uma fanart de uma “fazendeira” conta como representação de caipira em anime? Espero que sim. (Kazami Yuuka (ou USC) de Touhou, arte por Mokku)

O que NÃO fazer em um dia dos namorados (2)

Você é uma pessoa que namora? Você quer zoar a pessoa que namora? Se você tem certeza das duas respostas, essa postagem pode ser interessante.

Esse, ao contrário do primeiro, é para quem tem namorado, namorada ou o que quer que seja.

Casal de Tamako Market. Arte por Momose.

Se você namora alguém, deve ser porque gosta da pessoa, talvez até pense em um futuro a dois (ou a três, quatro, etc (leia-se: filhos)).

Dependendo do seu romantismo e da sua situação financeira, deve ter planejado algo para hoje – jantar, encontro, presentes, noite especial… E não espera que algo dê errado.

Essa parte do encontro foi depois de assistir um filme. (Nota: antes de rir, pense que toda forma de amor é válida)

Porém, se você tem espírito zoeiro, adora ver a desgraça alheia e já tem ideias de como vai curar os corações partidos depois dessa brincadeira (recomendo chocolates, presentes, viagem para algum lugar muito bom e muito amor), tente isso.

Lembrando que eu sou imune a qualquer tipo de reclamações de “ah, deu errado”. Não testei isso e, de qualquer forma, como testaria? (afinal, terminar um namoro que nem existe é impossível até onde eu sei).

Se não quer assistir o vídeo (ou um dos similares, existem milhares de vídeos que fazem a mesma coisa), eu explico por texto:

  1. Entre em contato com a pessoa que você namora (ajuda se você passar algum tempo meio distante dela)
  2. Avise que a situação não está boa (se usar metáforas, ajuda – ou pode fazer igual o vídeo que coloquei e usar versos de músicas sobre dor de cotovelo (Adele?)).
  3. Desvie de qualquer pergunta que a pessoa fizer
  4. Conclua assumindo que está terminando o namoro, cada um pro seu lado, um dia vou encontrar alguém como você (Adele²). É importante mostrar sua firmeza nessa decisão.
  5. Veja a reação e prepare-se para o drama. Lembre-se que tudo pode dar errado e a pessoa realmente terminar o namoro. Esteja preparado para uma DR (discussão de relacionamento).

Não me responsabilizo por casais terminados. Se quiser culpar alguém, culpe a Laís Vieira Sinecelli Meirel.

ClaMAN

P.S.1: Esperava algo romântico ou fofinho? Só à noite.

P.S.2: Esperava imagem da Taiga e Ryuuji? Só à noite.

P.S.3: Anúncio interessante (ou não) à tarde.

Saiba separar o mundo 2D do mundo 3D

O mundo real (3D) x O mundo de animes e outras coisas (2D). Mistura?

Para pessoas normais, o mundo de animes, jogos (alguns) e outras mídias relacionadas (mundo bidimensional, 2D) pode ser meio (ou muito) estranho. Como é possível entender aquele idioma estranho, o que há com aquelas reações exageradas, aqueles olhos enormes e aquelas coisas fantásticas impossíveis de acontecer no mundo real (ex.: um casal levar mais de um ano só pra dar as mãos).

Uma delas é 2D, a outra é 3D. Descubra qual é qual.

Para quem já se acostumou com este “estranho” mundo 2D e não sabe mais viver sem ele, pensa que muitas coisas que acontecem no mundo real seriam melhores com um toque “animificador”. Ou talvez já desistiram do mundo real e vivem em função da imaginação, das fanfics, dos dakimakuras (aqueles travesseiros corporais com capas que são personagens de animes em poses perfeitas para se “dormir” juntinho com elas), das novas séries de animes, das waifus e afins. É um mundo sem decepções e sem problemas iguais aos do mundo real.

Essa é a única decepção/problema do 2D, mas tem gente que sabe conviver com isso.

Porém, são dois mundos que não se misturam (exceto por cosplays, tem alguns muito bons)(e a realidade virtual está cada vez mais perto). O mundo real (3D) tem suas particularidades (e, querendo ou não, é nele em que vivemos) e o mundo 2D (da ficção e dos animes) também tem coisas que não deveríamos nem pensar em ver com pessoas de verdade fazendo (como isso).

Enfim, se você ainda pensa que seria legal ver umas coisas de animes na vida real, aqui embaixo tem uma simulação perfeita. Veja e tire suas conclusões.

ClaMAN

P.S.1: A melhor piada (e imagem) é a de destaque mesmo.

P.S.2: Esse vídeo estava jogado nos rascunhos do blog (a salvação para os dias sem ideias). Finalmente dei um destino para ele.

P.S.3: Se o 3D simulando 2D pode ser bizarro, o 2D simulando 3D às vezes fica interessante:

Kanna Kamui de Kobayashi-san chi no Maidragon. Arte por AkiZero.

Diário (inútil) do ClaMAN #4

Ganhar ou perder? Em que lugar você fica e por que ficou ali?

Aqui vamos nós para mais um diário noturno mensal inútil escrito pelo seu editor favorito!

Imagem ilustrativa. O ClaMAN não é a Inazuma (de Kantai Collection) e nem está cantarolando enquanto escreve esta postagem. (arte por Sakino Shingetsu)

Neste diário, podemos falar sobre aqueles jogos em que ou você ganha ou você afirma veementemente que “o importante é competir”. Quem já participou de concursos, campeonatos, torneios e coisas semelhantes deve conhecer bem esse tipo de coisa.

  • O primeiro lugar:
    • Pode ser uma pessoa humilde, que vai dizer que teve sorte, ou vai agradecer o apoio da família e dos amigos e de quem mais o ajudou a chegar até ali, ou…
    • Pode ser aquela pessoa cujo excesso de autoconfiança faz com que a vitória seja dela porque só ela merecia aquele lugar, e ninguém se esforçou tanto quanto ela.
  • O segundo lugar:
    • Pode ser da pessoa que foi desbancada por pouco de ser o primeiro lugar e agora está se controlando (ou não) para não chorar ou enforcar o primeiro colocado.
    • Também pode ser daquela pessoa que realmente teve sorte e nem sabe o que está fazendo ali, recebendo aquela medalha de prata.
  • O terceiro lugar:
    • Ou a pessoa está realmente feliz só de ter subido ao pódio (outro caso de sorte dessa pessoa, ou azar extremo das outras)
    • Ou era para ter ficado em segundo (ou até em primeiro, vai saber), mas foi desbancada nos 45 do segundo tempo e agora controla sua raiva e/ou tristeza.
  • O resto:
    • “Ah, o importante nem é ganhar medalha, troféu e tals, o que mais importa é só competir mesmo, né… Dou meus parabéns aos campeões, né…” – disse a pessoa que foi achando que ia conseguir o primeiro lugar e, no final, só conseguiu ficar na média.
E esse é o placar final. (arte: Imai Kazunari)

ClaMAN

P.S.: Tive um caso de campeonato/maratona/torneio recente (vide Twitter). Eu e minha equipe fomos realmente bem (mesmo não ganhando o 1º lugar nem o carregador de celular portátil de brinde para os 1ºs colocados)(mas, pelo menos, ganhamos medalha de bronze, caneta e bloquinho) e a jornada só está começando…

Games of ClaMAN #2: Touhou 7 ~ PCB

A história de Touhou 7 – Perfect Cherry Blossom. Cuidado, postagem longa!

(Eu sei, já tem um Games of ClaMAN #2, mas entendam como se fosse um #2, parte 2)

Touhou Youyoumu – Perfect Cherry Blossom (lançado em 2003)

3 anos depois de falar do Touhou 6 e com o lançamento do Touhou 16 próximo, acho que já é hora de continuar explicando o que é essa série sequência de jogos… Está interessado em partir para mais uma aventura?

Continue Lendo “Games of ClaMAN #2: Touhou 7 ~ PCB”

May the force be with you

Hoje é um ótimo dia para falar de Star Wars.

Ou “May the Fourth be with you” (da série: trocadilhos que perdem totalmente o sentido quando traduzidos para qualquer outro idioma) (Leia P.S.3).

Hoje é o Star Wars Day, um dia para nerds, geeks ou qualquer outra pessoa fã da série celebrarem e falarem sobre a série. Então, que tal eu (tentar fingir que sei alguma coisa sobre esse mundo numa galáxia nem tão distante assim e) comentar sobre os filmes?

Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança: Lançado em 1977, é o primeiro lançado, mas o quarto em ordem cronológica. Para alguns, por ser o primeirão, é o melhor. Detalhe que ele só recebeu seu subtítulo depois do lançamento do segundo filme da série (já que o George Lucas nem tinha certeza se teria segundo filme da série na época que lançou).

Se quiser ler um resumo dele, pode ver aqui, pois eu não tive tempo nem muita vontade pra assistir ainda.

Star Wars Episódio V: O Império Contra-Ataca: Lançado em 1980, teve dificuldades na produção e recebeu críticas mistas, mas tornou-se bem popular com o passar dos anos. Aliás, é dele que vem aquela frase: “Eu sou seu pai” (NÃAAAAAO, spoiler!).

Outro que eu não faço a mínima ideia da história, então leia o resumo aqui e seja feliz.

Star Wars Episódio VI: O Retorno de Jedi: Sua data de lançamento é 1983 (repare que eles tem mais pontualidade que esse blog: a cada 3 anos, um filme novo). Esse filme encerra o que se chama de “trilogia clássica”.

Pela terceira (e não última) vez nesse post, leia o resumo aqui.

Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma: Na ordem temporal dos eventos da série, esse é o primeiro, mas foi o quarto filme lançado, em 1999, 16 anos depois do lançamento do Episódio VI. Também é o primeiro filme da “trilogia do prelúdio”, ou “nova trilogia”.

Você pode ver o resumo aqui, mas com o calor do lançamento do VIIº episódio em 2015, eu resolvi assisti-lo e fazer comentários sobre ele.

Star Wars Episódio II: Ataque dos Clones: O segundo em ordem temporal e o quinto filme lançado, no ano de 2002 (voltando aos lançamentos a cada 3 anos). Só não rendeu mais bilheteria porque Homem Aranha e O Senhor dos Anéis foram lançados no mesmo ano, porque muitos dizem que o filme é bom (e talvez eu assista-o esse ano, quem sabe…).

Resumo dele aqui nesse link.

Star Wars Episódio III: A Vingança dos Sith: Último da “trilogia do prelúdio”, e o sexto filme lançado. Sua estreia foi em 2005. Teve boas críticas e liga a história dos dois anteriores com a “trilogia clássica” (ainda bem, porque imagina fazerem duas séries com o mesmo nome sem conexão?).

Resumo aqui.

Star Wars Episódio VII: O Despertar da Força: Lançado em 2015, depois de dúvidas e especulações entre os fãs da série durante 10 anos (período no qual a Disney comprou a Lucasfilm e deixou o povo bem receoso), o filme conseguiu “resgatar a essência dos originais ao mesmo tempo em que dá cara nova à franquia” (CINEPOP, 2015).

Esse não tem resumo. Assista e depois conte pra gente.

Outros: Tem séries spin-offs como a animação The Clone Wars, Rogue One, além de uns montes de jogos, brinquedos, desenhos e conteúdo à parte, fora as teorias e fanfics que existem nos “submundos” por aí.

Enfim, se já conhecia os filmes e a série em geral, você pode se divertir com nossa série Numa galáxia nem tão distante assim (afinal, é sempre legal ver as piadas e curiosidades sabendo suas origens).

ClaMAN #QueAForçaEstejaComVocê

P.S.1: Aqui acaba minha hora extra. Se quiserem mais, comentem “Volta Darmstadtio”.

P.S.2: Com essa postagem, não esperem postagens amanhã ou sábado.

P.S.3: Porque o Star Wars Day é hoje? Porque “May the force be with you” (Que a força esteja com você, frase comum no universo Star Wars) pode ser dito mais ou menos como “May the Fourth be (…)”. May, em inglês, é maio. Fourth é o número quatro ordinal. Então, “Que o quarto [dia] de maio esteja com você”, em tradução que perde totalmente o efeito.

P.S.4: Essa postagem foi patrocinada e apoiada pela trilha sonora de Star Wars composta por John Williams. Eu recomendo.

B Ô N U S :

Se eu não colocasse nenhuma referência a anime aqui no meio, ia sentir que ficou muito “ocidentalizado”.

Cenas marcantes de beijos para ver no dia do beijo

Cenas de beijos marcantes – se não viu, agora é a hora.

Hoje é dia do beijo, kiss day, ou o dia do “O estilo de beijo de cada signo”, ou o dia do “Selinho não conta”.

Sendo dia do beijo, isso não faz muita diferença para pessoas como eu (nerds em geral, pessoas com tendências antissociais e friendzonados). Porém, para outras pessoas, esse dia tem mais significado (ou não).

Enfim, como eu já usei a piada do beijinho no ano passado, e eu realmente não sou um expert nessa área “oscular” (*veja P.S.1), estava (e ainda estou) sem ideias (*veja P.S.2) do que postar hoje, mas é melhor uma postagem do que nenhuma, não é?

Então, hoje é dia de rever alguns beijos épicos de filmes e tals (segundo uns sites de notícias (*de novo, veja P.S.2) porque o último filme que eu assisti inteiro foi Kizumonogatari).

AVISO: Contém spoilers de Harry Potter, Homem Aranha, A Dama e o Vagabundo, Toradora e também da Bíblia (Kuzu no Honkai também, mas como tem beijo desde o primeiro episódio nem seria spoiler). Leia com os olhos fechados se não quiser descobrir como as histórias acabam.

Continue Lendo “Cenas marcantes de beijos para ver no dia do beijo”