Casais enamorados

Dia dos namorados para todos os tipos de casais

Anúncios

Nota: Depois de uma postagem de trollagem e outra de auto propaganda, essa é a postagem realmente voltada a casais de namorados apaixonados.

AVISO: Apenas imagens de animes daqui para baixo.


Feliz dia dos namorados!

Para aqueles que ainda não perceberam (ou não assumiram), mas poderiam ser um casal

Para casais que já estavam ligados antes mesmo de se conhecerem (esse é pra quem acredita em destino)

Para casais que acabaram juntos por trocas e acasos repentinos

Para casais que transformaram uma rivalidade num interesse em comum

Para casais que, mesmo com as diferenças/estranhezas, se ajudam e, mesmo com seus problemas, ajudam a outros

Para casais que encontraram uns nos outros o afeto, o consolo e a paixão que desejavam

Para casais em uma relação mais virtual que física, mas que mostra que distância não importa para quem tem tecnologia e amor no coração

Para casais que percebem que, depois de tanta coisa que passaram juntos, não dá mais para viver distantes.

Essa postagem é para os casais, simplesmente.


ClaMAN

P.S.1: Sete fanarts de animes animes selecionados para vocês. Adivinhem todos e ganhem um brinde (só clique na imagem para ver a origem depois que adivinharem, tá?).

P.S.1a: Dicas: Um é josei, um é shoujo. Um é filme, o outro é modinha. Tem um que eu já citei mais de uma vez no blog (por enquanto, é o anime do ano de 2017 na minha opinião). Outros quatro também já foram citados em postagens passadas. Todos são imagens de casais oficiais (exceto o primeiro), ou seja, praticamente assumiram namoro. O último é Toradora mesmo, como eu já tinha avisado e como vocês já conhecem (fanart nova, só não sei por quê estão chorando).

P.S.2: Eu faço esforços por vocês (como, por exemplo, percorrer o Danbooru e encontrar montes de fanarts +18). Então, mostrem que apreciam o esforço pelo menos lendo essa postagem. Obrigado.

P.S.3: Ia colocar yuri (para representar casais LBGT), mas o casal que eu queria pegar (Hanabi x Sanae (Kuzu no Honkai)) não é bem um casal na série, então vou ficar devendo (aguardem ano que vem).

B Ô N U S :

Para os “casais” que conseguem conviver com o fato de uma das pessoas na relação não existir no mundo 3D

Não importa se não é 3D, no meu coração eu amo aquela pessoa (ou melhor, personagem)! Tem algo contra?

E tem mais:

Continue Lendo “Casais enamorados”

Para os apaixonados de plantão

Acharam que os namorados não seriam lembrados em pleno dia de copa? Pois é, o ClaMAN lembrou!

Pois é, hoje é abertura da copa do mundo – Em poucas horas, (porque eu fiz essa postagem de manhã, mas fiquei editando ela até a hora do jogo) Pra variar, o Brasil vai jogar… no Brasil.

Porém, hoje é o dia dos namorados, então já peço desculpa pra quem esperou postagem verde-amarela do ClaMAN. Nesse momento, #NãoVaiTerCopa no Utilis.

Quem quiser, pode sair do site e ir conversar com o namorado ou namorada online, offline ou pela vida real. Se estiver forever alone solteiro(a), pode ir se divertir solitariamente ou apenas continuar com sua vidinha normal. Se não quiser sair… Espero que curtam a postagem.

Uma maneira romântica e fofa de ver postagens. Também funciona (ou não) com gatos.

Eis que o dia dos namorados no Brasil é mais um golpe de marketing, ou você achou que era coincidência cair bem na véspera do dia de Santo Antônio? [santo casamenteiro (que é obrigado a ficar de ponta cabeça, ou dentro de copos de água, ou sem o menino que carrega no colo, ou outras coisas) só para fazer alguém (desesperado) se casar]

91f124bc2b1b800dde89098ca00b9085Porém, ignorando totalmente o contexto financeiro e lucrativo da coisa, certas coisas não devem ser feitas com a pessoa que você namora (ou seja, cuide da sua mão). Leve em conta que eu generalizei tudo, e tentei abordar tanto garotas quanto garotos.

Por exemplo, tente não exibir sua namorada como um troféu, e lembre-se que ela é uma pessoa, e que provavelmente te amava até você espalhar para o mundo inteiro que ela é só sua e faz o que você quiser.

Não tente fazer isso na hora de mostrar (ou melhor, apresentar) seu namorado para suas colegas ou seus pais
Não tente fazer isso na hora de mostrar (ou melhor, apresentar) seu namorado para suas colegas ou seus pais

Já que hoje também é a abertura da copa, não vá desligar o celular, deixar o telefone fora do gancho e fugir de casa só para ignorar sua namorada e assistir o jogo em paz. Custa muito pedir um tempo? É lógico que ela vai negar, mas perguntar não ofende.

Ah, não troque suas amigas pelo seu namorado. Vão falar mal de você pelas costas e você vai ter que fazer trabalhos com os amigos dele. E vou falar de novo: seu namorado não é troféu para você ficar se mostrando (“olhem só, recalcadas: eu tenho namorado, e ele é lindo e ma-ra-vi-lho-so! Um verdadeiro príncipe, sabem… E vocês, solteiras de plantão, vão ficar só ba-ban-do! HAHAHAHAHAHA!”). Portanto, não perca suas amizades por ter namorado.

Você namora e as ciumentas chora(m).
Você namora e as ciumentas chora(m).

Outra coisa que não se recomenda é acabar com o dinheiro do seu namorado, pois ele tem tantas coisas a comprar quanto você. Pois é, imagine que os jogos dele são tão importantes e valorosos para ele quanto seu guarda-roupa constantemente renovado.

Angel Beats também vale, ou vai dizer que não?
“Seu coração é meu também” (literalmente)

Talvez algo que seja levado como uma crítica por quase todo mundo que namora, mas vale dizer: existem lugares mais discretos para que vocês fiquem aos beijos, abraços e amassos (até quinas de sala servem), então não precisam ficar mostrando essa forma de amar um ao outro no meio de corredores movimentados ou no centro de uma plataforma cheia de gente esperando ônibus. Sim, podem se beijar, mas deixem contatos físicos de maior porte para lugares privados. Obrigado, forever alones deprimidos agradecem.

Youkais também amam.
Youkais também amam.

Você também não deve manter um namoro por obrigação. Se você não gosta dele e nunca gostou e provavelmente não vai passar a gostar dele de uma hora para outra (embora isso aconteça quando menos se espera), não é uma boa ideia namorar com ele só porque ele gosta de você. Seja sincero ao dizer isso para ele, mas seja gentil e permita uma amizade (friendzone detected).

Ah, e você tá a fim de pegar umas minas, mas sem compromisso sério? Então NÃO DIGA QUE A AMA! Só diga a palavra amor se ela for uma pessoa marcante para você. Quer ficar, então fique, mas saiba que amor é outra coisa.

3e782758caa52ea19889dc396a8fa92b
Tome cuidado se ela não estiver com uma expressão muito feliz ao receber suas manifestações de carinho… Antes de falar qualquer coisa, pense (mais que) duas vezes.
Cada um demonstra amor de uma maneira.
Cada um demonstra amor de uma maneira. União de dedinhos é uma delas.

Por fim, uma coisinha básica: sempre pode haver mais amor onde já há muito. Você ama a pessoa que você namora? Então admita sempre. Se você não tem certeza se ama, então faça o que eu disse acima e não namore. Amor verdadeiro é para poucos, mas esses poucos amam e merecem ser amados. Então, demonstre amor do seu jeito e saiba diferenciar amor de interesse, amor de paixão ou amor de qualquer outra coisa que não seja amor. Como saber? Não sei, mas você pode auto-descobrir.

Ah, se você me ama, pode admitir. Só não sei se posso corresponder.

81cdde2dee5818ff8bfccf5ea3ffc380Então, namorados, namoradas, amantes, ficantes, namoridos (¬¬’) e apaixonados de plantão, tenham um bom dia repleto de amor mútuo. Aproveitem esse dia para conversarem e se divertirem, e não só trocar presentes porque tal propaganda disse que “o melhor namorado dá o produto x para sua namorada” ou “seu namorado quer ganhar produto y no dia dos namorados!”. Isso é coisa de gente solitária e com coração de pedra.

(Cartãozinho não conta como presente, em alguns casos.)

C l a M A N

900c8ecf2f6e5f9867bd34f008b87cadP.S.1: Demorou porque eu fiquei pegando imagens. E acabei me empolgando. Por pouco não saiu no dia 13…

P.S.2: Para a copa, um cabeçalho especial se o Brasil passar de fase. Tá bom ou querem mais?

P.S.3: Eu sei que todo mundo se ama por aí, mas quero ver o amor além dos beijos com cinco minutos de duração. Na hora que ela engravida, ele nem sabe mais quem é ela, não é?

P.S.4: Para os que quiserem reclamar: comentários ali embaixo, ou entrem na fila dos que querem que eu seja caçado por monstros farejadores de saliva e servido no café da manhã de seres sem nome que gostam de cabelos à milanesa.

P.S.5: Ainda tem bônus ali embaixo. E links de todas as imagens.

B Ô N U S :

Só pra não perder o costume... Postagem do dia dos namorados sem Taiga e Ryuuji não tem graça, né?
Só pra não perder o costume… Postagem do dia dos namorados sem Taiga e Ryuuji não tem graça, né? (Mas é só clicar aqui pra ver outras diferentes ali embaixo.)

Continue Lendo “Para os apaixonados de plantão”

Love to be loved – Parte 5 [final]

Não há mais alternativa, aparentemente. Mas seria possível surgir uma esperança? Confira o final da série que abalou corações! Só no UtiInuti!

IV – Resolution

Já que André e a tal Beatriz estavam totalmente desligados do mundo, Caroline aproveitou e, sorrateiramente, entrou na classe mais próxima.8862473751ea7399e88ff76296e137cb Não havia ninguém, e as luzes estavam apagadas.

Sentou-se ofegante no chão. Era, de certa maneira, um susto. Ela sabia agora como o amigo se sentira, e de maneira bem pior.

Ela pensou ser, em parte, culpa dela. Bem, o que restava era acalmar-se, esperar que fossem embora e prosseguir com a vida.

Mas, e se eles começassem a namorar? E se o namoro deles tivesse objetivo – como casar, formar família, etc.? E se André se distanciasse dela? – Lágrimas começaram a cair dos olhos de Caroline. – E se todo aquele afeto acabasse?

Seria apenas mais um relacionamento que termina, no mundo. Nada de novidades. Ela culpou-se. Deveria ter pensado nele, além de si mesma.

Esperou, mas nenhum sinal de dispersão por alguns minutos, até…

– Isso é o que posso fazer de mais gentil por você. Não adianta fingir que sinto algo a mais, posso te responder com isso e pronto.

– Então, a resposta é “não”… – A voz da garota comentou.

– Lamento, mas é melhor assim.

Caroline pensava em quão insensível André era. Era uma espécie de ódio que estava sentindo por ele se manifestando, inconscientemente.

– Algum motivo em particular? – A vozinha feminina de novo. Era uma garota intrometida, de acordo com o ponto de vista de Caroline.

– Um só, que me incomoda mais que todos os meus problemas com notas e com meu pai. Estressa e domina minha mente toda hora.

Atrás da parede, a garota se mexeu, inquieta.

– Talvez uma coisa chata. Mas… Incrivelmente, talvez meus dias atuais fossem bem diferentes se eu tivesse mudado a minha resposta a ela.

– Uma garota? – Beatriz disse em um tom de desacordo.

– A garota. A mais incomum que eu conheço. Não fosse por ela, poderíamos, quem sabe, ficar juntos. Mas, ao beijar você, lembro-me de beijo dela, e penso em experimentá-lo novamente algum dia. Dificilmente acontecerá, mas não custa sonhar.

Caroline ouvia com atenção, sentindo uma estranha sensação quente dentro do peito. Era uma confissão. Ele saberia que ela estava ali?

– Se não se importa, vou indo.

Passos com leveza. André estava calmo, e passou direto pela sala. Enquanto isso, Beatriz ficou mais um minuto ali antes de entrar na classe onde estava a garota. Chorando, mas de felicidade. Era estranho até para ela mesma.

– O que aconteceu? – Beatriz olhou para ela, espantada, já que não é todo dia que se encontra uma menina chorando e sorrindo, sentada no chão, em uma classe que não é nem perto da dela.

– Ah, nada de mais. – Caroline levantou-se e sorriu. – Uma manada de pensamentos me atacou de repente.

Saiu da sala, e foi direto para casa. Pensara em algo emocionante. André, enquanto isso, já fora embora. Pensava em coisas como Caroline sorrindo, Caroline séria, Caroline pensativa, Caroline com raiva…

No dia seguinte, os colegas da turma lhe fizeram certa algazarra quando o viram entrar na classe. Supostamente, deixaram-lhe uma mensagem – talvez romântica – e os colegas tiveram a liberdade de lê-la.

Depois de muitas brincadeirinhas, ele pegou uma folha pequena e dobrada. Ao invés de manuscrita, era apenas uma mensagem impressa:

MUDAR SUA VISÃO SEM MUDAR A SUA PERCEPÇÃO – É ISSO QUE QUERO.

AMOR EU SINTO POR VOCÊ. NO PARQUE DO CENTRO, ÀS 12H, TE ESPERO.

– Mas o que… – Aquela mensagem lhe era praticamente inteligível.

– Eu me pergunto a mesma coisa. – A voz de Caroline surgiu. Séria como de costume, lera a mensagem por cima do ombro de André.

– Tem alguma ideia de quem mandou isso?

– Alguma admiradora secreta, talvez.

– É meio antiquado falar isso, Caroline. – disse um dos colegas dele.

– Me deixou curioso, com essa primeira frase… – André fora cativado por aquela mensagem.

– Eu até te acompanharia, mas tenho um compromisso hoje, vou até sair mais cedo. – A garota comentou como quem está morrendo de curiosidade.

– Ah, sabe, uma velha conhecida me pediu em namoro, ontem. – Ele disse como se fosse algo corriqueiro.

– E o que aconteceu?

– Dei um beijo nela e depois disse que não gostava dela.

– Dré, seu insensível! – Disse ela, rindo animadamente.

– Não se preocupe, teve toda uma parte “melosa” nos meio-tempos… Ah, precisamos conversar a sós, alguma hora dessas.

Ele queria o mesmo que ela: voltar a ter momentos de maior intimidade, mais conversas e mais contato, mais proximidade e, principalmente, mais um pouco de amor – declarações inesperadas, por exemplo.

O dia transcorreu como qualquer outro. Caroline “não assistiu” à última aula. Ao invés disso, correu para casa e se trocou para sair novamente.

André, após a aula, foi andando para a praça. Tinha um palpite óbvio – a pessoa que sempre tomava a iniciativa antes dele.

– Como você sabia? – Caroline questionou-o, após o esperado encontro e depois dele falar que já esperava encontrá-la ali.

– Quando pessoas que se conhecem por correspondência marcam um encontro, descrevem como estarão vestidas, para que se reconheçam. Você se esqueceu desse detalhe básico, Cabobinha.

– Você estragou o clima… Poderia ter ignorado. – Ela virou o rosto, ligeiramente brava. André apenas sorriu, sabia que era provocação da menina.

29435d98ecae1711373827c1dc137b95     Gentilmente, ele pegou-lhe a mão esquerda e colocou uma aliança em seu dedo.

Caroline olhou para ele, um olhar de questionamento. Seria realmente isso?

– Eu tive consciência disso graças à Beatriz, a garota com quem fiquei ontem: minha vida poderia ser diferente, talvez melhor, se eu não tivesse te conhecido. Mas seguimos até aqui, e não vejo aonde poderia acabar.

“Essa aliança significa um laço entre nós. Um acordo, em que você e eu concordamos em ficar juntos até quando acabar o sentido dessa união. Pode ser do jeito que quisermos a cada dia.”

Estendendo a mão dela, André colocou em sua palma uma aliança idêntica.

– Se você concordar com…

Ele não terminou a frase. Caroline repetiu o gesto e colocou a aliança nele, assumindo a dianteira como sempre. Disse, depois:

– Bem, se for para passar o resto da vida junto com alguém, eu te escolheria, André. Pelo menos por enquanto, mas esse “por enquanto” não variou muito desde… Quase um ano.

Silêncio. Apenas contato visual, sorrisos… Naturalmente, os lábios se encontraram, os dedos se entrelaçaram. Era apenas a deixa do momento, uma maneira de demonstrar esse amor mútuo.

Não era um namoro, mas seria interpretado ligeiramente como tal. Talvez um pedido de casamento, para ser feito alguns anos mais tarde. Ou apenas um laço forte de amizade e amor, caminhando entrelaçados.

Disseram depois, entre si mesmos: “se não der certo, pelo menos tentamos. Temos ainda a amizade, além de qualquer relacionamento emocional ou físico”.

Só se sabe que, vários minutos depois, andavam tranquilos pelo centro, conversando sobre provas fracassadas e canetas caras.

~ Fim, por enquanto. ~

dba66d606281dc3df68d71514999ec84=======================================================

Parte 1 / Parte 2 / Parte 3 / Parte 4 / Parte 5 [final] / Final alternativo

ClaMAN
banner126

ANOTAÇÕES:

  • Escrito durante as aulas sem tanta matéria. Num notebook descarregando.
  • Se eu quiser, eu continuo. Mas não quero ainda.
  • Lindo, não? Falei que valeria a pena.
  • Feliz dia dos namorados. Embora ainda acho que deveria ser “Dia do Amor”.
  • Prova.
  • Sem mais postagens até agosto, talvez.
  • Final alternativo em breve. Por enquanto, pretendo dormir.
  • Quem não gostou vá ler romances de banca de jornal.
  • Não é normal rir sem estar feliz. Eu estou rindo. Não estou feliz.
  • Elisa, eu acho que te amo.
  • Meus gatos acabam com minha vida amorosa [que já é inexistente por natureza].

P.S.: A imagem lá do topo era para ser de Toradora. Como não achei nenhuma que se encaixasse com a postagem, então é Clannad. Depois, me empolguei e acabei colocando mais duas. Bem, é o final…

14 de Fevereiro, Edição brasileira em 12 de Junho

Por um dia dos namorados com menos apelo ao dinheiro e mais pelo amor.

by ClaMAN

Bem, ontem foi o Dia dos Namorados. E, pra onde quer que você olhasse, você via no mínimo um casal de mãos dadas.

Na verdade, esse é mais um daqueles dias que tem como objetivo aumentar as vendas nas lojas de presentes, bijuterias, restaurantes, lanchonetes, parques de diversões e até naquelas maquininhas de sorvete entre as lojas do Centro de Sorocaba.

Provavelmente, enquanto eu escrevo isso, os comerciantes agora estão super felizes e estão calculando seu lucro extra.

Mas agora vem a parte “Felipe Neto: Não Faz Sentido” [sim, é propaganda dele] da coisa: E CADÊ O SENTIDO DA COISA?

O dia 12 de junho só serve pra conseguir dinheiro mesmo. Não era pra existir um “Dia dos Namorados” especificamente assim. Namorados são namorados o tempo inteiro, e não especificamente numa data.

O amor pode ser lindo de acordo com o ângulo que você olha

Agora, já o dia 14 de fevereiro… Pelo que eu já vi [e já disse], nesse dia as pessoas dos outros países entregam coisas como chocolates, bilhetes, cartões e outros. São coisas de valor mais simbólico.

Acho que o dia dos namorados é um dia para se aproveitar mais o amor e menos a carteira. Um namorado pode dar presentes a hora que quiser pra namorada [e vice-versa].

E sem mais.

Obs.1: Antes que alguém diga: “vc fala isso só porque não tem namorada” eu já vou avisar que, nesse ano, eu passei o Dia dos Namorados sem namorada.

Obs.2: Esse foi o grande especial do dia 12 de Junho. Queria mais? Procure por “valentine’s day” no Google.

Obs.3: Chega de observações. Tenho que fazer umas atividades de história, já que eu estou tendo aula com 3 professoras que não estão de greve [é claro].

Obs.4: Não esqueçam de olhar para os três lados da rua antes de atravessar: o lado direito, o esquerdo e atrás.

Obs. 5: Porque olhar para trás? Pode ser que tenha um carro saindo da garagem que está atrás de você e o motorista seja cego [ou quase].

Obs. 6: Eu prefiro fazer comentários e análise da data. Se quiser ver a história por trás do Dia dos Namorados, procure no Wikipedia.