Relembrando as estações passadas

Anúncio: O retorno do Doze Estações.

Três histórias de um ano, contos de amor (ou nem tanto) em doze meses… Esse foi o projeto Doze Estações (ou DZE/12E, para encurtar).

Começado em 12 de junho de 2015 com os primeiros capítulos das três histórias que o formavam (Como começar uma conversa sobre amor / Me(us rece)ios / Anti cupido) e concluído (após uma série de problemas, hiatos e atrasos) entre julho e dezembro de 2016 (se não consegui publicar os finais em 12 de junho de 2016, pelo menos consegui concluir no ano certo), cada história narrou sobre fases de relacionamentos (na ordem: início, meio e fim). Tentei deixar o estilo de escrita bem leve e, mesmo que eu tenha sofrido muito com bloqueio criativo (principalmente nos últimos capítulos), foi uma experiência boa.

“Aquilo que eu te disse… Não foi tudo.” Arte original por Loundraw.

MAS NÃO É O FIM!

Além de outros projetos de histórias, ainda este ano eu planejo revisar e publicar (talvez não comercialmente, ou sim, quem sabe) as três histórias citadas acima, e ainda garantirei a vocês, leitores assíduos, um capítulo extra para cada história (pois a primeira, por exemplo, terminou praticamente em aberto).

Por enquanto, você pode começar a ler pelos links acima mesmo. Em breve (leia-se: assim que acabarem as provas), eu termino as revisões.

Look forward for this (or not)!

ClaMAN

P.S.1: Prazos? Não falo em prazos. Afinal, se eu falar em prazos, serei cobrado e desacreditado se não cumpri-los. Pensem que, se eu não tenho prazos, não existem atrasos!

P.S.1,5: Para terem uma ideia, eu tinha planejado publicar o 13º capítulo do Como começar uma conversa sobre amor hoje, mas nem comecei a escrevê-lo ainda (e a revisão travou no 3º capítulo), então… Aguardem mais um pouco. Ainda esse ano sai.

P.S.2: O P.S.1,5 não existe.

P.S.3: Taiga e Ryuuji? Como eu já disse, só à noite.

O que NÃO fazer em um dia dos namorados (2)

Você é uma pessoa que namora? Você quer zoar a pessoa que namora? Se você tem certeza das duas respostas, essa postagem pode ser interessante.

Esse, ao contrário do primeiro, é para quem tem namorado, namorada ou o que quer que seja.

Casal de Tamako Market. Arte por Momose.

Se você namora alguém, deve ser porque gosta da pessoa, talvez até pense em um futuro a dois (ou a três, quatro, etc (leia-se: filhos)).

Dependendo do seu romantismo e da sua situação financeira, deve ter planejado algo para hoje – jantar, encontro, presentes, noite especial… E não espera que algo dê errado.

Essa parte do encontro foi depois de assistir um filme. (Nota: antes de rir, pense que toda forma de amor é válida)

Porém, se você tem espírito zoeiro, adora ver a desgraça alheia e já tem ideias de como vai curar os corações partidos depois dessa brincadeira (recomendo chocolates, presentes, viagem para algum lugar muito bom e muito amor), tente isso.

Lembrando que eu sou imune a qualquer tipo de reclamações de “ah, deu errado”. Não testei isso e, de qualquer forma, como testaria? (afinal, terminar um namoro que nem existe é impossível até onde eu sei).

Se não quer assistir o vídeo (ou um dos similares, existem milhares de vídeos que fazem a mesma coisa), eu explico por texto:

  1. Entre em contato com a pessoa que você namora (ajuda se você passar algum tempo meio distante dela)
  2. Avise que a situação não está boa (se usar metáforas, ajuda – ou pode fazer igual o vídeo que coloquei e usar versos de músicas sobre dor de cotovelo (Adele?)).
  3. Desvie de qualquer pergunta que a pessoa fizer
  4. Conclua assumindo que está terminando o namoro, cada um pro seu lado, um dia vou encontrar alguém como você (Adele²). É importante mostrar sua firmeza nessa decisão.
  5. Veja a reação e prepare-se para o drama. Lembre-se que tudo pode dar errado e a pessoa realmente terminar o namoro. Esteja preparado para uma DR (discussão de relacionamento).

Não me responsabilizo por casais terminados. Se quiser culpar alguém, culpe a Laís Vieira Sinecelli Meirel.

ClaMAN

P.S.1: Esperava algo romântico ou fofinho? Só à noite.

P.S.2: Esperava imagem da Taiga e Ryuuji? Só à noite.

P.S.3: Anúncio interessante (ou não) à tarde.

(12E) Anti cupido – Capítulo 11

Um capítulo sem limites. Em todos os sentidos.

Anti Cupido

(Só para constar: o logotipo passou por uma pequena mudança)Quarta estação:
Evitando ao máximo novas relações, embora sem impedir do coração as pulsações


(Ler o capítulo anterior…)

Capítulo XI : Julho – Qualquer limite é (in)certo

banned_download_proviPara o autor, o limite do prazo estourou espetacularmente.

Continue Lendo “(12E) Anti cupido – Capítulo 11”

(12E) Anti cupido – Capítulo 10

No mês dos namorados (só na história), muitos namoros esperando para serem terminados.

Anti Cupido

(Só para constar: o logotipo passou por uma pequena mudança)Quarta estação:
Evitando ao máximo novas relações, embora sem impedir do coração as pulsações


(Ler o capítulo anterior…)

Capítulo X : Junho – É muita novidade (sem sentido) ao mesmo tempo

banned_download_proviÉ incrível ver como as coisas mudam rápido, antes mesmo que possamos falar alguma coisa dessas novidades… Antes mesmo que Leonardo pudesse sair correndo, o celular de Laís já atingira em cheio a testa dele, fazendo-o cair meio inconsciente.

Continue Lendo “(12E) Anti cupido – Capítulo 10”

(12E) Anti cupido – Capítulo 9

E alguém roubou um namorado alheio por aqui… Nono capítulo de Anti Cupido!

Anti Cupido

(Só para constar: o logotipo passou por uma pequena mudança)Terceira estação:
Por quantos amores superficiais se trocam poucos compromissos reais?


(Ler o capítulo anterior…)

Capítulo IX – Além do ponto

banned_download_proviO mês já começou com Leonardo sob um monte de água. Não foi chuva surpresa, tampouco um banho, muito menos alguma festa em que lançaram o garoto em uma piscina. Era Rafaela chorando no ombro dele.

Continue Lendo “(12E) Anti cupido – Capítulo 9”