Relembrando as estações passadas

Anúncio: O retorno do Doze Estações.

Três histórias de um ano, contos de amor (ou nem tanto) em doze meses… Esse foi o projeto Doze Estações (ou DZE/12E, para encurtar).

Começado em 12 de junho de 2015 com os primeiros capítulos das três histórias que o formavam (Como começar uma conversa sobre amor / Me(us rece)ios / Anti cupido) e concluído (após uma série de problemas, hiatos e atrasos) entre julho e dezembro de 2016 (se não consegui publicar os finais em 12 de junho de 2016, pelo menos consegui concluir no ano certo), cada história narrou sobre fases de relacionamentos (na ordem: início, meio e fim). Tentei deixar o estilo de escrita bem leve e, mesmo que eu tenha sofrido muito com bloqueio criativo (principalmente nos últimos capítulos), foi uma experiência boa.

“Aquilo que eu te disse… Não foi tudo.” Arte original por Loundraw.

MAS NÃO É O FIM!

Além de outros projetos de histórias, ainda este ano eu planejo revisar e publicar (talvez não comercialmente, ou sim, quem sabe) as três histórias citadas acima, e ainda garantirei a vocês, leitores assíduos, um capítulo extra para cada história (pois a primeira, por exemplo, terminou praticamente em aberto).

Por enquanto, você pode começar a ler pelos links acima mesmo. Em breve (leia-se: assim que acabarem as provas), eu termino as revisões.

Look forward for this (or not)!

ClaMAN

P.S.1: Prazos? Não falo em prazos. Afinal, se eu falar em prazos, serei cobrado e desacreditado se não cumpri-los. Pensem que, se eu não tenho prazos, não existem atrasos!

P.S.1,5: Para terem uma ideia, eu tinha planejado publicar o 13º capítulo do Como começar uma conversa sobre amor hoje, mas nem comecei a escrevê-lo ainda (e a revisão travou no 3º capítulo), então… Aguardem mais um pouco. Ainda esse ano sai.

P.S.2: O P.S.1,5 não existe.

P.S.3: Taiga e Ryuuji? Como eu já disse, só à noite.

Anúncios certos para a pessoa errada

Quando começam a mandar anúncios de presentes caros para o dia dos namorados… Para pessoas solteiras e sem grana.

Está certo que é normal saber que o dono da conta pertencente a um email ou rede social é jovem e curte leitura, mas em nenhum lugar eu lembro de ter respondido sobre meu status de relacionamento (que, aliás, é solteiro a não ser que waifus contem como namoradas).

Aí vem emails, anúncios e outras coisas (leia-se: spam) só falando do dia dos namorados, declare seu amor, romance, paixão e tals.

Vocês não acham que estão sendo insensíveis com as pessoas solteiras mandando esse tipo de conteúdo? Não percebem que podem estar magoando a esse tipo de pessoa, ferindo corações talvez já cheios de cicatrizes com amores passados e relacionamentos problemáticos?

Como se já não bastasse, ainda falam para eu comprar presentes como: celulares, notebooks, tablets… Se eu tivesse dinheiro para isso, comprava para mim mesmo (amor próprio é tudo, não é?). E, supondo um universo paralelo em que eu e outra pessoa, neste ano, mantenhamos um relacionamento cheio de amor recíproco mútuo, será que essa pessoa seria capaz de investir mais de R$ 10 em um presente para mim?

É nesse ponto que eu fico feliz por estar solteiro (e não precisar gastar dinheiro com outra pessoa só porque mantemos um namoro).

ClaMAN

P.S.: Só de zoeira, acho que vou aproveitar as “promoções” (e a notícia que o PIB cresceu) e me dar um livro (ou outra coisa) de presente.

P.S.2: Sim, teremos especial de Dia dos Namorados no Utilis.

Sempre há um plano

Avisos, mudança de tema e um plano “infalível” (sujeito a falhas) para botar ordem nessa coisa.

Um gênio criando um plano genial
Um gênio criando um plano genial

OMG O ClaMAN NÃO USOU IMAGEM DE ANIME O QUE TÁ ACONTECENDO

Primeira notícia fresquinha (boa): mudei o tema (aparência) do blog (acho que é fácil perceber…).

Segunda notícia fresquinha (melhor ainda): ainda não morri, o que significa que o blog também não morreu.

Terceira notícia fresquinha (neutra): não garanto postagens frequentes por enquanto. Se a próxima for só em dezembro, pelo menos já fica avisado.

Quarta notícia (meio chateante): ENEM adiado em várias escolas do país. Para você que estudou, se deu mal paciência, para você que não estudou, aproveite e estude.

Mas, enfim, o plano é o seguinte: eu (ClaMAN) pretendo ajeitar e remanejar o estilo desse blog (leia-se: finalmente isso vai virar um blog de anime). Daí vem a parte do plano infalível.

Se eu seguisse a determinação do Cebolinha, esse blog seria o mais acessado do Brasil
Se eu seguisse a determinação do Cebolinha, esse blog seria o mais acessado do Brasil.

Serão cinco temas principais (Música/ Animes/ Jogos/ Histórias, incluindo filmes, séries e livros/Curiosidades e conteúdo aleatório), uns par de subtemas, uns montes de minitópicos e coisas nada a ver no meio.

Princípio de postagens: Adotarei a ideia de “post só na sexta”, ou seja… Será que sai uma postagem por fim de semana?

Enfim, são ideias. Ideias que eu tive em julho, só para comentar… Mas esse é o plano. Se ele vai falhar de novo, não sei e nem arrisco dizer.

ClaMAN

P.S.: Não, ainda não viramos um blog de anime.

P.S.2: Não, não vai ter imagem bônus da Taiga ou de outra waifu personagem de anime. Se querem mesmo, pesquisem por essa tag.

Anúncio de mais coisa inútil (e chata) do ClaMAN

Anunciando mais uma série nova. E chata.

tag_desimageadaAdianta dizer que não temos tempo nem inspiração para postar todo dia? Não. Já que vocês gostam de post novo, aqui vai uma SÉRIE nova…

Eu costumo conversar bastante sobre séries, principalmente animes (JURA! NEM TINHA NOTADO!). Porém, vocês sabem que meus gostos para animes são estranhos, então quando alguém fala “você já viu [insira um anime popular aqui]?”, eu respondo com “já ouvi falar, mas não vi”.

CHEGA DE RESPOSTAS GENÉRICAS, ClaMAN! Estamos em 2015, e isso não tem nada a ver com o post!

Por isso, estou lançando a sérieE então eu resolvi assistir…“, onde eu vou assistir alguma série que me recomendaram há muitos anos e não vi, ou reassistir alguma que faz muito tempo que vi. E pode ser qualquer coisa, desde anime shoujo (¬¬’) a musical irlandês (¬¬’ ²).

Pretendo fazer postagem a cada duas semanas, no mínimo. Se tudo correr bem, até terça sai uma.

MAS TERÇA É AMANHÃ, ClaMAN!

Eu sei! Por isso, já preparei alguma coisa! Deixa eu ver… Estavam aqui nos rascunhos… Pois é, perdi.

Ah, eu falo sobre alguma coisa e vocês reclamam. Pode ser? Pode? Então tá.

ClaMAN

P.S.: Acreditem ou não, isso é sério.

P.S.2: Anime shoujo:  São aqueles animes de romance melodramáticos em que, para o casal principal começar a andar de mãos dadas, leva 5 episódios. Para beijar, leva 15. Para admitir que se amam, 30. Levando em conta que o anime só tem 12 episódios…

¬¬’