Casais enamorados

Dia dos namorados para todos os tipos de casais

Nota: Depois de uma postagem de trollagem e outra de auto propaganda, essa é a postagem realmente voltada a casais de namorados apaixonados.

AVISO: Apenas imagens de animes daqui para baixo.


Feliz dia dos namorados!

Para aqueles que ainda não perceberam (ou não assumiram), mas poderiam ser um casal

Para casais que já estavam ligados antes mesmo de se conhecerem (esse é pra quem acredita em destino)

Para casais que acabaram juntos por trocas e acasos repentinos

Para casais que transformaram uma rivalidade num interesse em comum

Para casais que, mesmo com as diferenças/estranhezas, se ajudam e, mesmo com seus problemas, ajudam a outros

Para casais que encontraram uns nos outros o afeto, o consolo e a paixão que desejavam

Para casais em uma relação mais virtual que física, mas que mostra que distância não importa para quem tem tecnologia e amor no coração

Para casais que percebem que, depois de tanta coisa que passaram juntos, não dá mais para viver distantes.

Essa postagem é para os casais, simplesmente.


ClaMAN

P.S.1: Sete fanarts de animes animes selecionados para vocês. Adivinhem todos e ganhem um brinde (só clique na imagem para ver a origem depois que adivinharem, tá?).

P.S.1a: Dicas: Um é josei, um é shoujo. Um é filme, o outro é modinha. Tem um que eu já citei mais de uma vez no blog (por enquanto, é o anime do ano de 2017 na minha opinião). Outros quatro também já foram citados em postagens passadas. Todos são imagens de casais oficiais (exceto o primeiro), ou seja, praticamente assumiram namoro. O último é Toradora mesmo, como eu já tinha avisado e como vocês já conhecem (fanart nova, só não sei por quê estão chorando).

P.S.2: Eu faço esforços por vocês (como, por exemplo, percorrer o Danbooru e encontrar montes de fanarts +18). Então, mostrem que apreciam o esforço pelo menos lendo essa postagem. Obrigado.

P.S.3: Ia colocar yuri (para representar casais LBGT), mas o casal que eu queria pegar (Hanabi x Sanae (Kuzu no Honkai)) não é bem um casal na série, então vou ficar devendo (aguardem ano que vem).

B Ô N U S :

Para os “casais” que conseguem conviver com o fato de uma das pessoas na relação não existir no mundo 3D

Não importa se não é 3D, no meu coração eu amo aquela pessoa (ou melhor, personagem)! Tem algo contra?

E tem mais:

Continue Lendo “Casais enamorados”

Cenas marcantes de beijos para ver no dia do beijo

Cenas de beijos marcantes – se não viu, agora é a hora.

Hoje é dia do beijo, kiss day, ou o dia do “O estilo de beijo de cada signo”, ou o dia do “Selinho não conta”.

Sendo dia do beijo, isso não faz muita diferença para pessoas como eu (nerds em geral, pessoas com tendências antissociais e friendzonados). Porém, para outras pessoas, esse dia tem mais significado (ou não).

Enfim, como eu já usei a piada do beijinho no ano passado, e eu realmente não sou um expert nessa área “oscular” (*veja P.S.1), estava (e ainda estou) sem ideias (*veja P.S.2) do que postar hoje, mas é melhor uma postagem do que nenhuma, não é?

Então, hoje é dia de rever alguns beijos épicos de filmes e tals (segundo uns sites de notícias (*de novo, veja P.S.2) porque o último filme que eu assisti inteiro foi Kizumonogatari).

AVISO: Contém spoilers de Harry Potter, Homem Aranha, A Dama e o Vagabundo, Toradora e também da Bíblia (Kuzu no Honkai também, mas como tem beijo desde o primeiro episódio nem seria spoiler). Leia com os olhos fechados se não quiser descobrir como as histórias acabam.

Continue Lendo “Cenas marcantes de beijos para ver no dia do beijo”

Aviso (e screencaps de Kuzu no Honkai)

Aviso de (adiamento de) postagens e (muitas) imagens de Kuzu no Honkai.

Refazendo a agenda da semana.

  • Eu disse que quinta-feira haveria uma postagem especial e era para vocês aguardarem, não é? Pois bem, falhas técnicas (leia-se: procrastinação e TV Tropes) aconteceram e essa postagem foi adiada para hoje à noite.

  • Por isso hoje, excepcionalmente, não haverá Imagem e Postagem, que será adiada para sexta que vem (e eu nem tinha imagem pra postar mesmo…).

  • Nada a ver com postagens, mas ainda esse final de semana acaba Kuzu no Honkai (que, por sinal, é o anime de todas as screencaps da postagem). Eu estava preocupado com o final, mas descobri que o anime vai adaptar todo o mangá (que foi finalizado recentemente), então suponho que eu possa dormir tranquilo.

ClaMAN

P.S.: Aliás, sobre o Imagem e Postagem: tenho quase 40 GB de screencaps de animes, e acho que tenho uns 50 GB de fanarts de animes. Está ficando difícil não aproveitar desse arsenal acervo.

P.S.2: Que tal um “Imagem (de anime) e Postagem (sobre anime) a partir de maio? Vocês leriam?

P.S.2.1: Na verdade, isso já existe aqui no blog: é o AnimeRelacionado. Agora que eu lembrei.

P.S.2.2: Eu poderia fazer um por semana… Na falta de ideias, acho que vou tentar isso. Por enquanto, fiquem com mais uma screencap de Kuzu no Honkai:

P.S.2.2.1: Assisti até o episódio 11 desse anime, e minha coleção tem 2232 imagens. Isso dá uma média de 202 screencaps por episódio, ou 9 capturas de tela por minuto. Resumindo, tenho tanta imagem que você consegue entender a história só vendo as screenshots. Mas não tem graça ver só imagens, porque a animação é boa, a trilha sonora também e tem momentos que você precisa sentir a emoção (afinal, é uma ótima adaptação (palavra de quem acompanha o mangá)).

Diário (Inútil) do ClaMAN #2

Animes da temporada que estou assistindo (e que acho bons) e seus resumos.

Mais um episódio do meu, do seu, do nosso, diário mensal inútil. Para o diário “diário”, considere seguir-me no Twitter: @cslclaman

Imagem ilustrativa. O ClaMAN não é a Tamura Hiyori (de Lucky Star) e não escreve fanfics shippando seus amiguinhos como essa personagem faz.

Meu tempo livre está diminuindo gradativamente, o que significa que o blog vai entrar de férias em breve e meu tempo para fazer coisas de lazer (dirigir ônibus, assistir animes e baixar fanarts de animes) está ficando escasso… Embora isso não signifique que eu simplesmente parei de fazer essas coisas (cinco ou seis horas de sono por dia são suficientes).

Aliás, a temporada de animes que começou em janeiro (e que já está acabando T-T) tem alguns títulos bem interessantes.


Na área do romance, resolvi ver esses mais pela curiosidade e para preencher dias vazios do que pela história:

Masamune-kun no Revenge: Sua típica comédia romântica clichê. Masamune, um garoto que era gordinho, passou a ser um narcisista obcecado com controle de calorias e malhação, tornando-se um “bishonen” (cara bonitão). Tudo isso para se vingar de Adagaki Aki, garota conhecida como “Princesa Cruel” por rejeitar e humilhar qualquer garoto que se declare a ela.

Seiren: Simulador de namoros em anime. Três garotas (Tsuneki Hikari, Miyamae Tooru e outra que ainda não assisti o episódio para saber o nome), três rotas para garotos comuns conquistarem. Se você gosta de romance sem conflitos dramáticos (como os do Masamune-kun no Revenge acima), vai fundo.

Observação: Fuuka é outro de romance, mas por conta das origens de legenda que uso, vou deixar para assistir todos os episódios juntos.


Agora, indo para comédia sem muita pretensão de ser séria (e é por isso que se chama comédia), animes cativantes surgiram:

Gabriel DropOut: Gabriel, uma anjo e melhor aluna na escola celestial, vem para a Terra para seguir seus estudos. Porém, depois que descobre o mundo dos jogos online, perde qualquer traço angelical (para terem uma ideia, tem uma demônio que é mais gentil e prestativa do que ela). O anime mostra as aventuras diárias dela, de outra anjo (meio sádica) e de duas demônios.

Kobayashi-san chi no Maidragon: Kobayashi tinha uma vidinha comum, trabalhando como programadora, até o dia em que encontrou Tooru, uma dragão (em forma humana, por conveniência), na sua porta (nota: quando beber, não suba montanhas e nem convide dragões para sua casa), se oferecendo para ser sua empregada. Daí, Tooru vai se adaptando ao mundo humano e Kobayashi conhece mais e mais dragões e seres estranhos por causa disso.


Na parte de ação (embora tenha gente que duvide da minha opinião), uma sinopse inusitada me fez assistir esse:

Youjo Senki (ou Saga of Tanya, the Devil): Um executivo, após morrer em um “acidente”, foi ressuscitado como Tanya Degurechaff, uma garota pobre, em um mundo semelhante à Europa na época da 1ª Guerra Mundial. Sem outras opções para garantir sua sobrevivência, alistou-se no exército, tornando-se uma Tenente aos dez anos e mostrando muito sangue frio e pouquíssima piedade ao ser mandada para as linhas de frente da guerra…


Por fim, um anime que me interessou pela história antes mesmo que eu começasse a assistir (e, depois que eu comecei, acabei gostando mais ainda). Se o mangá fosse lançado por aqui, eu comprava na hora.

Kuzu no Honkai (ou Scum’s Wish): Yasuraoka Hanabi e Ayawa Mugi estão saindo juntos. Mas não é como se eles estivessem apaixonados um pelo outro – na verdade, ela gosta de um professor, que considera como um “irmão mais velho”, e ele gosta de sua antiga tutora, que também despertou o interesse do professor… E, nisso, vemos até onde as pessoas (leia-se: TODOS os personagens, incluindo os que não foram citados aqui) vão para preencher sua solidão, seu vazio ou seu simples desejo sexual. Afinal, quem disse que todo mundo é certinho, puro e inocente? (Obs: cenas um pouquinho “provocativas” inclusas.)


Quem sabe eu não faça review desse último alguma hora?

ClaMAN

P.S.: Eu adoraria falar que no próximo diário vou falar de outra coisa que não sejam animes… Mas o problema é que logo começa a temporada de abril.