AnimeRelacionado #5 – Mahou Shoujo Madoka Magica

MAHOU SHOUJO MADOKA MAGICA: Para quem espera mais do que amor, fofura e amizade de um anime de garotas mágicas, esse pode ser uma excelente opção

Anúncios

Começo de ano, começo de programas chatos da TV aberta nacional… Então, nada melhor do que alguma coisa alternativa para assistir (mesmo que seja algo que só eu assistiria…)

Outros AnimeRelacionados:

Hoje o anime, como o título já diz, é um mahou shoujo (para os que não sabem, mahou shoujo é um gênero de animes onde garotas mágicas coloridas e cheias de amor fazem transformaçõezinhas e lutam contra o mal em golpes mágicos cheios de brilho (Pesquise por Pretty Cure ou Cardcaptor Sakura). Porém, esse é ligeiramente mais “dark”…

MAHOU SHOUJO MADOKA MAGICA
MAHOU SHOUJO MADOKA MAGICA – the anime – também conhecido por Puella Magi Madoka Magica, ou Magical Girl Madoka Magica (mesmo que, na prática, seja tudo “Garota Mágica Madoka Magica”).

“Você pode mudar o seu destino. Basta fazer um contrato e se tornar uma garota mágica!”

Madoka é uma garota normal que vive uma vidinha normal. Até que um dia, uma garota chamada Akemi Homura, recém-transferida em sua escola, pergunta-lhe: “você dá valor à sua vida?”. Dias depois, Madoka salva um ser fofinho mas estranho e alienígena do mal chamado Kyuubey de ser cruelmente morto por essa mesma Homura, e assim conhece o mundo das garotas mágicas.

Após realizar um contrato com Kyuubey, uma garota pode ter um pedido qualquer realizado, em troca de tornar-se uma garota mágica. Seu poder normalmente é relacionado ao desejo que realizou. Garotas mágicas lutam contra bruxas, seres que espalham desespero e são responsáveis por assassinatos e suicídios sem solução lógica. Porém, uma garota mágica encontra riscos em cada batalha… Tanto à sua vida, quanto à sua sanidade…

E a esperança torna-se desespero.Resta à Madoka decidir o futuro que lhe espera.

Kyuubey, o mascote da série.
Kyuubey, o mascote da série.

A sinopse da história não dá tons do que você encontrará. Poderia muito bem ser uma historinha comum de garotas mágicas, onde elas derrotam o inimigo com o poder do amor. Porém, a história tem uma densidade maior, com mais elementos do que simplesmente “a força da amizade”. Temos brigas, temos perdas, temos lágrimas por motivos maiores do que “perder o namorado”.

Foi uma história muito bem projetada por nos fazer esperar uma coisa e destruir nossa esperança em seguida (tanto mostrando algo muito bom quanto exibindo algo cruel). Por isso, tome cuidado se você não gosta de ser contrariado, ou não gosta que as coisas saiam do que você esperava…

Mas não perca as esperanças.

Nota do ClaMAN: 8.5
Prós: Enredo bem produzido, desconstrução de gênero, frases de efeito, personagens bem construídas, diferente do esperado.
Contras: Clichê de "fiz isso por você", transformações, momentos dramáticos demais (para quem é inexpressivo, isso é ruim), não consegue fugir tanto do gênero "mahou shoujo".

Demais explicações técnicas: Anime produzido pelo estúdio Shaft, dirigido por Akiyuki Shinbo, escrito por Urobuchi Gen, character design (desenho dos personagens) por Aoki Ume.

O anime original tem 12 episódios, e depois vieram: adaptação para mangá com 3 volumes (e publicada por aqui também!), adaptação para light novel (livro, também traduzido e vendido aqui), jogos e vários spin-offs, além de 3 filmes (os dois primeiros recapitulando a série de anime e o terceiro sendo uma nova história).

Antes que vocês reclamem que não falei das outras personagens, aviso que seria spoiler. Assistam vocês mesmos e conheçam-as (ou vejam o bônus).

C l a M A N

P.S.1: Então, você achou que eu já tinha comentado sobre esse anime? Está certíssimo: nas postagens sobre Páscoa, tirinha yuri, coisas para fazer no Carnaval, garotas kawaii de animes, outra tirinha, YURI (2ª versão), definições de bruxas

Veja (muito) mais coisas aí embaixo.

Continue Lendo “AnimeRelacionado #5 – Mahou Shoujo Madoka Magica”

Indesejável

Bill Kaulitz não tem quase nada a ver com essa postagem. O astro aqui se chama Phynasy Kelven.

AVISO PRÉ-POSTAGEM: Essa postagem não é sobre o Bill Kaulitz do Tokio Hotel. Sinto muito informar isso, mesmo que tenham duas fotos dele e um cosplay cantante malfeito abaixo. Se quiserem postagens detalhadas sobre Tokio Hotel, integrantes, músicas e etc., peçam ao VitorLSB.

tag_videos

inexplicavel

Olá! Essa é uma daquelas postagens daquele editor que ninguém gosta quando escreve.

Vim trazer um troço interessante que achei nos caminhos do Não Salvo. Ou seja, lá vem coisa estranha…

Quem aí se lembra do Bill Kaulitz, vocalista da banda alemã Tokio Hotel? Ou melhor, alguém [além de mim e do nosso editor VitorLSB] conhece ele?

Bill Kaulitz vários anos atrás (perguntem ao VitorLSB o ano exato), quando ainda parecia uma garota e...
Bill Kaulitz vários anos atrás (perguntem ao VitorLSB o ano exato), quando ainda parecia uma garota e…
Bill Kaulitz atualmente (eu acho)
Bill Kaulitz mais recentemente, agora com barba.

Mas ok, essa postagem não tem muita coisa a ver com o vocalista do Tokio Hotel. Nem com a banda. Nem com os fãs de algum deles. Essa postagem apresentará um astro [caído] que, aparentemente, é do Tocantins [quem é de Palmas e chegou aqui ganha aplausos!]. Seu nome é Phynasy Kelven

Uma tese que eu tenho é que um nome simboliza muito sobre uma pessoa. Logo, tenho certeza de que você está criando uma imagem mental que pareça possuir esse nome. Ou deve estar pensando na garota que você gosta, ou sei lá, mas pouco importa.

Para não dar spoilers, vejam o vídeo do tal Phynasy Kelven e tirem suas próprias conclusões antes de ler as minhas.

CONSIDERAÇÕES

  • Digamos que ele quis ter um visual próprio… No fim, ficou parecendo uma garota emo [da primeira geração].
  • Digamos que ele tentou cantar… Pode ser que ele teve uma dor de barriga enquanto gravava, mas é mais provável que essa seja a voz dele normal e ele possui nenhuma experiência com música.
  • Quem aí pensou em 30 Seconds to Mars, Tokio Hotel, Coldplay [talvez] e outras bandas desses tipos quando ouviu a música? A parte instrumental ganha pontos positivos, na minha opinião.
  • Minhas letras pseudo-depressivas para músicas são um bocado melhores do que esse pseudo-inglês…
  • Qualidade profiçonáu de filmagem e de atuação… E o cenário é realmente natural.

Considerando que esse é um dos primeiros vídeos dele… Nota 5 [pra quem é de escola pública], 4,75 [para quem é de escola particular] ou R- [para quem é de ETEC].

Claro, se ele quiser, dá pra melhorar tudo isso. Primeiro, basta cantar ao invés de gritar. Segundo, escolher um lado: garota emo ou cara emo – não parece nenhum dos dois. Terceiro, nascer de novo.

Eu apostaria no talento desse… garoto. Acho que daria certo se ele admitisse que é brazilian e não estadounidense que nasceu no Brasil. Bem, atualmente, ele mudou um pouco de gênero [mas não de idioma] e melhorou/piorou um pouco.

E… Seja o que Deus [ou qualquer entidade religiosa em que você acredite] quiser.

ClaMAN

Agradeço ao Não Salvo pela inspiração [pois não quero receber processo por plágio].

P.S.: Não, ele não se inspirou no Bill Kaulitz pra fazer as músicas ou o visual. Ele mesmo diz isso [em português, para o bem de todos nós].

P.S.2: Não critiquei e nem disse que ele era péssimo. Mas disse que poderia melhorar. Bem, força pro Phynasy Kelven, quem sabe não vira o novo astro do Brasil?

Games of ClaMAN #1 – OMSI

OMSI – Um jogo para quem sempre quis dirigir um ônibus e ficar fazendo aquele som de “tss tss” com o pedal do freio.

[sim, o título foi tentativa de fazer referência.]

Eu sou uma pessoa que tem o hábito de procrastinar. Quando eu não estou estudando, tocando ou dormindo, ou eu estarei no facebook ou estarei jogando.

Eu também sou uma pessoa sedentária, que mal começa a subir uma ladeira que já fica ofegante [mas existem poucos blogueiros que não são sedentários, afinal. Faz parte…]. Por isso, não pense que são jogos como futebol, basquete, vôlei, badmington ou afins.

Também não são jogos de tabuleiro ou de cartas, já que o computador costuma roubar nesses.

Os jogos que eu jogo são considerados estranhos pelo resto da humanidade, mas eu não me importo com ela. Se fizermos a conta, dá um total de 10 jogos regulares e outros 3 ocasionais.

#1 – OMSI

Pela capa que você conhece um jogo.
Pela capa que você conhece um jogo.

OMSI – der Omnibus Simulator – é um simulador de ônibus [melhor que o Bus Driver, mas exige um bom computador]. O objetivo é simplesmente dirigir um ônibus cidade afora pegando passageiros.

O Bus Driver faz a mesma coisa, mas sendo mais simples e sem tanto compromisso com a realidade. Nesse jogo, você tem um painel [quase] inteiramente funcional, onde até o controle do ar condicionado funciona e as janelas abrem. Nesse jogo, tem motoristas fazendo a mesma rota que você. Você pode atropelar pessoas também [embora o jogo te xingue por isso]. Além disso, você também é o cobrador e tem que vender bilhetes, e prepare-se para ouvir reclamações caso dê o troco errado, dirija rápido demais, bata em outro carro ou apenas esqueça de acender a luz interna à noite.

Os ônibus padrões do jogo são de dois andares.
Os ônibus padrões do jogo são de dois andares.

Claro, o gráfico das cidades não chega a ser excelente, nem a água espirra nas pessoas se você passar em uma poça correndo, mas a graça de acelerar ao máximo um ônibus pesadão que está 15 minutos atrasado é impagável.

O jogo vem com uma microcidade pra você aprender a dirigir e abrir as portas e também uma rota de 40 minutos pelas ruas de Berlim, mas isso não é limite para a criatividade de ninguém – o jogo vem com a possibilidade de fazer sua própria cidade, com suas próprias rotas e, se você souber fazer modelagem em 3D, pode tentar criar seu próprio ônibus.

As melhores criações são ônibus de 15 metros com sistema de rebaixamento e mais umas outras coisas, além de mapas bem trabalhados de várias cidades [a maioria fictícia]. E, como tem gosto pra tudo, o Brasil não deixa a desejar. Se você procurar, acha vários modelos de ônibus que você já pegou alguma vez na sua vida aonde quer que você more [e com aquele sonzinho de ônibus velho fiel ao verdadeiro].

Achou legal? Se interessou? Acha que seu PC aguenta? Então, vem as notícias [boas]:

Em breve [até o fim desse ano] sairá o OMSI 2, com ônibus articulados [eu estou morrendo de alegria por isso] e novas funções. Mas, se você não quer esperar, pode procurar pelas internets e “comprar” a versão 1 mesmo.

Eu sonho em pilotar essa coisa linda.
Eu sonho em pilotar essa coisa linda.

Bom, aí vão links:

Por torrent ou por link direto

OMSI Brasil – um site para ver addons e notícias do jogo.

Fórum sobre o jogo [em inglês].

Fórum oficial [feito pelos criadores do OMSI!]

Site para você comprar diretamente o jogo [se quiser ser chique, pode comprar a versão em caixa, mas é mais cara (leia-se: frete – afinal, o jogo é alemão) e demora pra chegar – ou compre a versão download]

Acho que só. Dúvidas nos comentários e tradução no site OMSI Brasil.

cslclaman_sign

P.S.: Eu acho que dirijo bem.

B Ô N U S :

Vídeo promocional mostrando as funcionalidades do OMSI.

Coisas que só acontecem quando eu estou atrasado em um ônibus cheio.
Coisas que só acontecem quando eu estou atrasado em um ônibus cheio. Motivo: os motoristas quiseram ser gentis, um de cada lado do cruzamento, e ninguém quis passar primeiro.

Reatualizações

Os novos cabeçalhos do blog, além de Chitanda Eru e outro anime.
É inútil.

*efeito sonoro de pigarro*

Eu, ClaMAN, no pleno exercício de minhas faculdades e universidades e outros cursos superiores mentais, resolvi lançar mais uma incrível atualização para esse blog.

Tá bom, não é tão incrível assim. É inútil.

Ta da!
Ta da!

Isso, caras pessoas, é o futuro!

Chitanda Eru de Hyouka (que, por acaso, parece a TR)
Reação de quase todo mundo: Ah, é só isso? Que legal…

O novo cabeçalho do Utilis Inutilis está lançado, com novas fontes, novas frases e novos designs e novo [insira qualquer coisa aqui].

São 9 frases [momentaneamente, só 8] para você colecionar ver aleatoriamente, e em cada imagem tem uma surpresa, ou não.

Bem, de todo modo, essa postagem é só pra não deixar esse blog parado demais, além de colocar uma imagem da Chitanda Eru [cujo nome é Eru, Chitanda é o sobrenome] e uma imagem bônus de um anime que se chama Seitokai no Ichizon e me faz ir dormir tarde por assistir sempre três episódios seguidos ou coisa assim.

cslclaman_sign

P.S.: Agradeçam ao xSmoKe66 KhaosLimit pelas frases 1 e 2, ao Darmstadtio pelas frases de 3 a 7, ao MM pela frase 8.

B Ô N U S : Continue Lendo “Reatualizações”

Adaptação x Original

Uma história é boa quando muitos se interessam por ela e, principalmente, quando muitos divulgam.

Vamos supor que você começou a ler um livro que te atraiu por uma frase na contra-capa. Ao terminar de ler, após aquela “depressão pós fim-de-qualquer-coisa-interessante”, você vai querer que todo mundo leia também e conheça a história, já que você gostou. Em uma rede, cada pessoa vai falando pra outra e dando sua opinião. Tem gente que pode não gostar, mas gosto não se discute.

Gif que não tem muita relação com o tema, mas é muito kawaii.
Gif que não tem nenhuma relação com o tema, mas é muito kawaii.

E, nisso, surgem os clássicos de leitura. De sugestão em sugestão logo temos um montão de gente comprando qualquer coisa relacionada à história [normalmente séries], mas isso é consequência do fanatismo somado com o capitalismo multiplicado por popularidade da história no local.

Twilight Book Collection
Fãs de Crepúsculo curtirão essa coleção.

[Claro, existem também os livros que ganham certa “fama instantânea” pela aversão de muitos à história.]

Ok, temos uma série que está vendendo quase tanto quanto a Bíblia. Temos fãs enlouquecidas(os) discutindo que o personagem x é melhor do que o y. Temos um(a) autor(a) que está ganhando mais e mais dinheiro com isso. Então, por que não adaptar um livro para uma série de televisão [exemplos que eu já ouvi falar: Game of Thrones e The Vampire Diaries], ou para um filme [exemplos: o Guia do Mochileiro das Galáxias, Desventuras em Série], ou para vários filmes [O Hobbit, Sangue Quente]?

Isso dá dinheiro para o autor, dá dinheiro para o diretor, anima qualquer fã, desanima qualquer pai. Ver os personagens em movimento, de carne e osso [ou quase isso], em uma tela de cinema ou a cada semana na TV é algo impressionante para a maioria desses amantes de histórias.

Mas… Há limitações. E, finalmente, depois de 290 palavras de enrolação, chegamos ao tema:

Adaptação x Original

[Podem me matar depois dessa]

Há poucas adaptações que realmente são dignas de Oscar. Afinal, são adaptações, não versões fiéis aos originais. Outras adaptações são dignas de louvor, embora talvez fujam do enredo original um pouco. Ou talvez bastante. Enfim, cada versão tem seu estilo, e cada uma pode agradar ou desagradar, dependendo do ponto de vista.

Motivos que fazem uma adaptação ser diferente do original:

1. Menos do que o que estava escrito: Ok, você tem um livro de 700 páginas e um limite de 2 horas para fazer um filme. O que você faz? Corta quase tudo o que é supérfluo e, em vez da história, o resultado é uma síntese. Pode ficar bom? Pode, mas não vai chegar a ser excelente. Mas, quando não há muito recurso [financeiro] para mais de um filme, sempre resolve.

Exemplo de filme resumido. Essa é uma versão bem bacaninha do filme De Volta para o Futuro [não espere entender a história], que vi e compartilhei do Pipoca de Bits.

2. Mais do que estava escrito: Acontece bastante em longas séries de mangás com grandes adaptações para anime. A história do mangá transcorre mais devagar, e o anime está quase alcançando o capítulo corrente da história. Nessas horas, o roteirista recebe carta branca para soltar a imaginação e criar os tão conhecidos e odiados fillers. Outro exemplo é quando você tem um livro de 700 páginas e três filmes de 3 horas [capitalismo e bolso do diretor curtiram isso], e resolve expandir a história, adicionar uns conflitos a mais, talvez colocar um romance no meio [que não tinha na história original]. Sempre resolve.

oh-naruto-fillers_o_505102Nem o próprio Naruto aguenta mais. E eu não faço ideia de como anda a situação, pois só assisti os dois primeiros episódios. Há muito tempo atrás.

3. Censura faz parte: Você tem uma história que, ocasionalmente, tem cenas mais… “recomendadas para maiores de 18 anos”, ou então você tem uma história bizarramente estranha que não deveria ser recomendada para ninguém que se considere normal [estou lendo um mangá que é exemplo disso, e vai ser o próximo AnimeRelacionado]. Se você almeja um entretenimento para toda a família, faça o seguinte: transforme o que for mais “sério” em algo mais palatável, corte tudo o que for excessivo e coloque um final feliz e clichê. Sempre resolve.

496254-Via-Embratel-2Torna-se um programa para toda a família! Mesmo se for extremamente violento, pornográfico ou complexo, pode ser assistido se tiver tudo escondido e conotativamente representado.

4. Manipulação da conclusão: Agrade o público: mude aquele final sem graça e sem beijo para uma linda manifestação de amor. Ou ressuscite aquele personagem que morreu no final original. Ou melhor: crie uma atmosfera com mais tensão e/ou antecipe uma “parte 2” com uma suspensão do que realmente aconteceu. Pode piorar, pode melhorar, pode deixar fãs revoltados mas, no geral, sempre resolve.

The_EndO que importa é garantir retorno financeiro: se a maioria gostar, vão divulgar e, no fim, ganhos e mais ganhos para a produtora e o estúdio.

No fim, mesmo que o filme seja uma porcaria, vai ter gente comprando ingresso para assistir. E nisso, já dá pra ganhar um bocado. Do ponto de vista financeiro, sempre resolve.

Mas claro, o original, por padrão, é estereotipado como melhor que a adaptação. Sim, e não. Depende do ponto de vista.

ClaMAN

P.S.1: Mais algum exemplo? Comente aí!

P.S.2: O objetivo não é ser engraçado.

P.S.3: Críticas só serão aceitas após o lançamento do próximo filme/livro/anime/mangá/série/tirinha.

P.S.4:

Amavelmente Moe.
Amavelmente Moe.

Kiss Day (2)

Hoje é Dia do Beijo [de novo].

french kiss anime girl game cg
Uma imagem de um beijo de língua para iniciar a postagem.

Enquanto você navega pelas internets da vida, você tem várias opções em que pensar:

1. Lembrar-se de seu amor lindo, da pessoa mais importante para você.

Êeee, a paixão...
Êeee, a paixão…

1.1. Lembrar-se que você namora com ela.

Taiga and Ryuuji
O Ryuuji pode. ClaMAN, não.

1.2. Tentar imaginar você dando um beijo nela.

incipient kiss - chitanda eru - hyouka
O jeito é imaginar… Ou sonhar. Ah, sabiam que eu já sonhei duas vezes com uma cena assim? Sério!

2. Lembrar-se [desgostosamente] de que você namorava [e, consequentemente, beijava] uma pessoa até semanas ou meses atrás.

bored girl - anime style
Bem… É a vida.

3. Lembrar-se que as chances de você beijar uma pessoa são menores do que as chances do ClaMAN se apaixonar de novo.

crying sad boy disgaea
A vida é frustrante, não? Eu entendo como você se sente.

4. Pensar que isso é legal para casaizinhos de namorados e voltar a sua vidinha.

a girl trying to pocky kiss a anime boy in a monitor
2D é melhor que 3D.

ClaMAN

P.S.: Fatos verídicos.

P.S.2: Não tenho certeza se isso é um sonho ou se eu realmente estou voltando a postar coisas aqui.

B Ô N U S :

Yuri Kiss - Taiga and Ami
Anime + Yuri kiss + Taiga = Melhor bônus na história do Utilis Inutilis.

Ensaio fotográfico

Sessões de fotos são coisas interessantes. Além de garantirem o emprego do fotógrafo, dependendo do tema são emocionantemente lindas.

Eu sou uma pessoa que adora tirar fotos, e tenho sorte de ter um celular que tem 3,2 megapixels de resolução. Por isso, após anos e anos de fotografias e imagens coletadas, sinto que chegou a hora de publicá-las.

Esse é um ensaio fotográfico meu, com várias fotos. Sinta-se livre para rir, chorar, dar facepalms, comentar, matar o autor

Trago seu amor amarrado, doce, apaixonado
Conheço gente que usaria esse serviço.
Rapaz sentado segurando na alça para passageiros em pé... Com o ônibus vazio.
Nossa, ônibus superlotado, tem que se segurar mesmo… Ou será só alongamento?
Placa de papelão: VEÇE-VEDURA
Vê-se verdura, vence verdura, vem se ver dura… Mais que duplo sentido nessa placa.
Feriado no sábado (Tiradentes)... E a loja (que abre aos sábados, domingos e feriados) estava fechada.
Feriado de Tiradentes, 21 de abril de 2012, caiu no sábado. Quero meus direitos.
Memórias Póstumas de Brás Cubas - Capítulo 136
Machado de Assis: Apoiando o Utilis Inutilis desde 1880.
Nostalgia: orkut, minifazenda e vostu.
Essa imagem pode trazer lembranças para alguns.
Gif de carteira mudando de cor
Ensaio Sobre a Carteira ou Seis Tons de Carteiras. É um .gif, se não mexer apenas clique em cima.
Placa de carro - SP - Engenheiro Coelho
Um coelho estudou engenharia e ainda criou uma cidade. Parece que coelhos fazem mais coisas do que multiplicar-se e entregar ovos de páscoa.
Dilatação linear: Considera-se somente apenas uma das dimensões do sólido.
Só Somente Apenas Unicamente uma das dimensões.
Preciso de cosinheira e judante de cosinha
Onde vamos parar… Tem algum erro na colocação… Da fita adesiva, logicamente.
Jennifer Michelle
Acho que a Srta. Luana P. conhece…
Rosa: empresa de transportes que tem ônibus azuis.
Daltonismo…? Ou apenas quiseram fazer referência à flor… Ou a um nome… Ou daltonismo mesmo.
Poste no meio da rua... Literalmente.
No meio do caminho havia um poste.
mosteiro de São Bento, sorocaba - restauração por Novata Engenharia
Engenharia Novata fazendo restauração de um patrimônio Histórico.

Lembrando que, se alguma dessas imagens ofendeu alguém, avise que nós tiraremos, excluiremos e queimaremos o cartão de memória. A não ser que a pessoa ofendida seja um editor desse blog, aí não conta.

ClaMAN

P.S.1: Eu sei que não foi engraçado. Mas comentem se acharem graça.

P.S.2: Bloqueio de criatividade é tenso, para um editor de um blog. Mas não posso fazer nada, não estou nem apaixonado e nem deprimido.