Saiba separar o mundo 2D do mundo 3D

O mundo real (3D) x O mundo de animes e outras coisas (2D). Mistura?

Anúncios

Para pessoas normais, o mundo de animes, jogos (alguns) e outras mídias relacionadas (mundo bidimensional, 2D) pode ser meio (ou muito) estranho. Como é possível entender aquele idioma estranho, o que há com aquelas reações exageradas, aqueles olhos enormes e aquelas coisas fantásticas impossíveis de acontecer no mundo real (ex.: um casal levar mais de um ano só pra dar as mãos).

Uma delas é 2D, a outra é 3D. Descubra qual é qual.

Para quem já se acostumou com este “estranho” mundo 2D e não sabe mais viver sem ele, pensa que muitas coisas que acontecem no mundo real seriam melhores com um toque “animificador”. Ou talvez já desistiram do mundo real e vivem em função da imaginação, das fanfics, dos dakimakuras (aqueles travesseiros corporais com capas que são personagens de animes em poses perfeitas para se “dormir” juntinho com elas), das novas séries de animes, das waifus e afins. É um mundo sem decepções e sem problemas iguais aos do mundo real.

Essa é a única decepção/problema do 2D, mas tem gente que sabe conviver com isso.

Porém, são dois mundos que não se misturam (exceto por cosplays, tem alguns muito bons)(e a realidade virtual está cada vez mais perto). O mundo real (3D) tem suas particularidades (e, querendo ou não, é nele em que vivemos) e o mundo 2D (da ficção e dos animes) também tem coisas que não deveríamos nem pensar em ver com pessoas de verdade fazendo (como isso).

Enfim, se você ainda pensa que seria legal ver umas coisas de animes na vida real, aqui embaixo tem uma simulação perfeita. Veja e tire suas conclusões.

ClaMAN

P.S.1: A melhor piada (e imagem) é a de destaque mesmo.

P.S.2: Esse vídeo estava jogado nos rascunhos do blog (a salvação para os dias sem ideias). Finalmente dei um destino para ele.

P.S.3: Se o 3D simulando 2D pode ser bizarro, o 2D simulando 3D às vezes fica interessante:

Kanna Kamui de Kobayashi-san chi no Maidragon. Arte por AkiZero.

Glossário de Animes e mídias relacionadas

Para você que sempre quis entender certos termos do mundo dos animes e tals, eu trago o primeiro glossário de animes que já vi.

Ok, então você é um assíduo leitor desse blog. E, por um acaso, você não é uma das pessoas que foge do blog cada vez que eu faço uma nova postagem sobre anime. Você até finge que entende quando eu falo coisas como “animes da temporada”, “shoujo”, “yuri”…

Shinobu (Monogatari) confusa, assim como você lendo esses termos.

E é pensando em você, pessoa comum ocidental, que eu trago essa postagem de hoje. Para que você se torne um otaku viciado em lolis e entenda um pouco mais desse mundo, aqui detalharei vários dos termos muito usados em animes, mangás e tals. Se alguém quiser interagir ou discordar de mim em algum dos termos abaixo, sinta-se livre para comentar, sugerir correções e até xingar muito no Twitter.

AVISO: A postagem vai ser tão longa que, se quiser ler inteira, clique no “leia mais” abaixo.

Continue Lendo “Glossário de Animes e mídias relacionadas”

Gothic Lolita

Explicando e mostrando imagens de personagens de anime gothic lolitas numa sexta-feira 13.

Depois do que aconteceu no ano passado (em que ignoramos a única sexta-feira 13 do ano, acabamos tendo uma súbita falta de inspiração geral e quase fechamos), melhor não brincar com os poderes tenebrosos desse dia tão misterioso e místico

azar_13

Enfim, hoje é sexta-feira, e é o 13º dia de janeiro, então mais uma vez temos essa combinação que lembra azar e coisas tenebrosas em geral (talvez seja culpa daquele filme), mas só lembra (tá certo, tem gente que nem sai de casa nesse dia, mas para muitas outras pessoas é um dia que, por sorte, é só uma sexta-feira comum).

Mas ainda é sexta-feira 13 (mesmo já sendo quase 22h), ainda tem todo o misticismo, e misticismo lembra terror, que lembra Halloween (que tá longe ainda), que lembra cemitério, que lembra fantasmas (lembrei de uma visual novel com fantasmas e yuri, mas isso fica para outra postagem), ou melhor, que lembra gente que anda em cemitérios, que lembra emos (emos, na verdade, teriam medo de cemitérios, então vamos para) góticos… E aí chegamos ao tema da nossa postagem!

Gothic Lolita!
Gothic Lolita!

Ei, ei, não vá embora ainda! Não vai ser uma postagem sobre garotas de anime, ok? (Na verdade vai sim, não sei quem quero enganar dizendo que não) Quero só comentar sobre Gothic Lolita.

Exemplo de boneca vitoriana.
Exemplo de boneca vitoriana. Segundo o site de onde peguei, ela se chama Sofia.

E o que é isso? Gothic Lolita, ou GothLoli, É uma (sub)moda urbana japonesa, com roupas inspiradas em vestimentas elisabetanas, vitorianas, góticas e de outras épocas “antiquadas” (segundo o Wikipedia, incluindo o “antiquadas”). O objetivo (pelo menos para as garotas) é imitar bonecas de porcelana ou princesas.

 

Para personagens que lidam com as trevas (ou, pelo menos, pensam que lidam), esse é um estilo mais que perfeito para se vestir. Então, agora acabamos a parte de descrição e vamos para as imagens de anime.

Continue Lendo “Gothic Lolita”

Fan Service

Fan service de anime e avisos sobre as histórias e as postagens

Mais uma da série “Postagens com .GIFs só para fingir que estamos postando bastante”

Fan Service
Fan Service literal

ClaMAN

P.S.-1: Para quem não entendeu a piada: “Fan” pode ser lido como ventilador. “Service” é serviço mesmo. Então, um ventilador funcionando também é “fan service”, que por sinal é o mesmo termo usado para aquelas cenas provocantes das histórias que dizem que é só para agradar aos fãs.

P.S.0: A verdadeira postagem vem agora.

Continue Lendo “Fan Service”

Que tal um beijinho hoje?

Beijinho para os beijoqueiros

Existem muitos tipos de beijos, nos mais variados lugares e com os mais variados significados.

São tantos tipos de beijos que poderia ter uma enciclopédia só para explicá-los. Desde longos e apaixonados, singelos, ou simplesmente de respeito ou de cumprimento.

E, se você não sabia, hoje é o dia do beijo. Então, nada melhor do que um blog que te oferece…

Um beijinho.

beijinho

Como um só é pouco para nossos leitores, então vamos oferecer mais beijinhos ainda!

beijinhos

ClaMAN

P.S.: É sério que hoje não é dia 1 de abril? Meu calendário me enganou, acabei fazendo zoeira no dia errado.

P.S.2: Veio procurando receita de beijinho (o doce da foto)? Ainda não temos, mas contente-se com brigadeiro por enquanto.

P.S.3: Veio procurando por imagens de beijos mesmo? Então… Espero que essa te satisfaça:

Não encontrei informações sobre artista ou nome do anime/visual novel, mas é uma imagem interessante.
Não encontrei informações sobre artista ou nome do anime/visual novel, mas é uma imagem legal.

P.S.4: Veio procurando por beijos de pessoas reais? Vá procurar no Tumblr.

P.S.5: Veio para me xingar por eu não ter publicado o 10º capítulo do Como começar uma conversa sobre amor ontem? Eu sei que não. Eu sei que você não lê (mas, se quiser ler, leia do começo), e aviso que vai ser adiado para dia 18. As outras histórias seguem no prazo.

P.S.6: Veio procurando algo diferente sobre beijo? Vou deixar para publicar curiosidades sobre isso no ano que vem. Por enquanto, tem uma imagem abaixo para os curiosos.

Continue Lendo “Que tal um beijinho hoje?”

AnimeRelacionado #6.2 – Charlotte

Uma grande review de Charlotte, anime dos mesmos produtores de Angel Beats que vale a pena ver.

Imagine o que acontece quando uma empresa que criou algumas das visual novels mais populares e comoventes do Japão se une com um estúdio para a criação de um anime.

Bem, esse anime chamado Angel Beats, epa, quer dizer, Charlotte é a (2ª) resposta (CTRL+C e CTRL+V dá nisso).

7b1be1668fd285e7b2f1da4b7e99ff41
Não é o pôster do anime, mas é uma imagem bacana para apresentar os personagens com maior destaque. Da esquerda para a direita: Ayumi (rindo extasiada), irmãzinha do Yuu (sentado emburrado), Takajou (o de óculos, em pé), Nishimori Yusa e Misa (irmãs… falar mais que isso é spoiler) e Nao (sentada do lado do Yuu)

Por que eu sou eu mesmo e não outra pessoa?

Yuu Otosaka, nosso protagonista que é a cara de outro cara, pensou em outra pessoa e, do nada, tornou-se outra pessoa. Ele descobriu ter um poder que é o de “possuir” qualquer pessoa em seu campo de visão… Por apenas cinco segundos (enquanto isso, o corpo dele fica inconsciente).

Como NÃO usar um poder.
Como NÃO usar um poder.

(Aí você fala: aff, ¬¬’, fala sério, que poder inútil!)

Mas ele encontra um uso interessante para esse poder: colar dos alunos inteligentes e tornar-se o aluno “mais inteligente” da escola!

(Aí você pensa que isso pode dar certo)

Não satisfeito, vai mais além: consegue passar no exame de admissão de um colégio de elite só usando essa tática, sendo reconhecido como um cara bonitão, inteligente e cara de pau.

Esse daí se acha.
Esse daí se acha.

Então, quando está quase conquistando de vez a garota mais idolatrada da escola (depois de ter usado mais uma vez o poder, quase matando pessoas inocentes, só para impressioná-la)…

vlcsnap-2016-01-19-19h21m26s601
Surpreso?

Descobrem sua farsa, e querem fazê-lo fazer novamente a prova! Claro que ele tenta colar novamente, mas é flagrado pela (câmera da) presidente do conselho estudantil (de outra escola), Nao Tomori, então… Foge alucinadamente! Mas… É perseguido por outro garoto, identificado aqui apenas como Takajou-san (um certo editor estava com preguiça de assistir o episódio 2 para ver o nome dele), que tem o poder de se mover absurdamente rápido (só que não pode controlar onde vai parar).

Boa sorte para fugir desse aí.
Boa sorte para fugir desse aí.

Sendo assim… Yuu é obrigado a se transferir para uma escola que tem outros alunos com poderes e a ajudar os dois acima a encontrar gente como ele, que usa os poderes para o mal. Porém, isso é só o começo.

Tem muita coisa que acontece nesse anime. E tem muita coisa para questionar também. Qual é a origem desses poderes? O que fazer quando a pessoa não pode controlá-los? Por que devemos shippar o Yuu com a Nao? Por que os dois as vezes tem memórias estranhas? Tudo isso vai sendo mostrado durante a história, e entre os momentos para rir e/ou pensar, há também momentos para se emocionar. Bem… Esteja preparado para bem mais do que um simples anime clichê com poderes.

Nota do ClaMAN: 8,5
Prós: o conceito é legal, a música de abertura também, Tomori Nao, alguns detalhes são bem cuidados.
Contras: algumas cenas que eu penso serem irrelevantes, alguns detalhes não tão bem explicados...

Pode assistir por aqui, tem 13 episódios e é bem recente (lançado no ano passado), então aguardemos por especiais.

ClaMAN

P.S.1: “E quem é a Charlotte, ClaMân”? Assista e descubra ;)

P.S.2: Esqueci de dizer: a Tomori tem o poder de ficar invisível para uma pessoa. Antes que fale que é um poder imperfeito, já aviso que terá usos importantes na história.

P.S.2: Um dos personagens importantes da história:

Omelete de arroz com molho de pizza (pelo visto, é doce até demais)
Omelete de arroz com molho de pizza (pelo visto, é doce até demais)

B Ô N U S :

Continue Lendo “AnimeRelacionado #6.2 – Charlotte”

AnimeRelacionado #6.1 – Angel Beats!

Angel Beats: mistura comédia, romance e drama de uma maneira realmente muito boa.

Imagine o que acontece quando uma empresa que criou algumas das visual novels mais populares e comoventes do Japão se une com um estúdio para a criação de um anime.

Bem, esse anime chamado Angel Beats é a (1ª) resposta.

d2d5013e24f3a97e7fca388d2d019ce8Em um instante, um garoto (Otonashi (é o único homem presente na imagem acima)) acorda em um local estranho, sem memórias, para ser cumprimentado por Yuri (a garota no meio)(que está mirando para a inocente menina de cabelos prateados)(e não pense nesse yuri) e descobrir que está morto. Depois, descobre que, para não simplesmente desaparecer do “mundo após a morte” onde está, precisa lutar contra uma garota a quem chamam de “Anjo” (ou Tenshi, em japonês, ou Angel, em inglês)(a de cabelos prateados à direita na imagem).

Por fim, após ser morto mais algumas vezes e enfim, acreditar que está morto, se junta à Shinda Sekai Sensen (Frente de Batalha da Vida Após a Morte), pretendendo apenas recuperar suas memórias enquanto fica com um grupo de pessoas que se rebela contra Deus (ateus curtiram isso) e tenta não ser obliterado.

Isso é que eu chamo de "juntar a turma toda".
Isso é que eu chamo de “juntar a turma toda”.

Isso é o máximo que eu consigo explicar da história após rever o primeiro episódio. É difícil de explicar, mas a maneira como tudo é bem trabalhado até que compensa: temos uns trechos comoventes, cenas de ação e uma boa porção de comédia, e o final encerra a trama de um jeito surpreendente.

Se você não ficou cativado pela sinopse ou pela minha descrição, então pelo menos assista na esperança de discordar de mim. Só possui uma temporada de 13 episódios, com dois especiais à parte. Ano passado, a Key (empresa criadora do roteiro) lançou o primeiro volume (de seis que serão lançados, no total!) de uma visual novel que reconta a história do anime.

Nota do ClaMAN: 9
Prós: história cativante, final fechado, direção excelente, Tenshi, músicas ótimas
Contras: nada que um espectador comum vá reparar.

ClaMAN

P.S.1: Esse é o 6.1 por um simples motivo: demorei tanto para escrever essa review que outro anime com roteiro feito pela Key foi lançado, e será o 6.2, e se chama Charlotte!

B Ô N U S :

Não podem faltar as imagens extras (SPOILERS ADIANTE):

Continue Lendo “AnimeRelacionado #6.1 – Angel Beats!”